“Okupas” e especuladores online / Cybersquatting

Planeamento

A reunião com o João M. teve que ser adiada para dia 23… Tenho que replanear as tarefas dos próximos dias. “No stress”, avança-se com o resto :-)

Branding / Usabilidade: Domínios com siglas/abreviaturas

Mandei emails para o INPI e para a FCCN (isto é, para o DNS.pt).
Tenho dúvidas sobre o registo de marcas que usem abreviaturas: haverá regras aplicáveis ao registo de um domínio “.pt” que seja uma sigla/abreviatura de uma marca?
Mais concretamente, quero saber se posso registar o domínio “D10M.pt” (i.e. a sigla/abreviatura) após registar a marca “Desafio 10 Milhões”.
Tudo porque “D10M.pt” (ou “.com”) é muito mais simples de digitar e memorizar que “desafio10milhoes.pt” :-)

Branding: Conflitos / Sobreposições

Entretanto descobri que já existem utilizadores chamados “D10M” no YouTube e no Twitter
Ambos registados por jovens, um nas Filipinas e o outro em Singapura.
Hummm, isto não é bom: parece-me difícil convencê-los a “ceder” os nicks para este projecto…

Domínios/nomes: cybersquatting

Este é um problema crescente na Internet: o registo de domínios/nomes/nicks comuns é cada vez mais complicado à medida que cresce o nº de computadores/utilizadores na web e nas redes sociais mais populares:

  • nos domínios DNS (os “endereços” principais dos sites) o problema é bastante significativo, com uma verdadeira “indústria” de especuladores (os “cybersquatters”) que compram endereços “ao desbarato” para depois venderem às empresas/entidades legítimas detentoras dos nomes/marcas…
  • nas redes sociais que permitem a personalização dos nomes nos endereços (os “vanity/custom” URLs) ocorrem fenómenos semelhantes com “corridas” aos melhores nomes (como ocorreu em Junho de 2009 no Facebook ;-) Mas aí não costuma haver dinheiro envolvido (compra/venda de nomes).

Mas voltemos atrás…

Branding / Consistência / Protecção Legal

Era óptimo conseguir registar a mesma designação abreviada “D10M” em todo o lado.
Por ordem de importância/visibilidade:

  • no nome dos domínios (.pt/.com),
  • no nome dos blogs, e
  • como “nick” em todas as redes sociais.

Quando se consegue, a marca:

  • fica mais consistente nas várias plataformas,
  • é mais fácil de: memorizar, gerir ;-) e proteger legalmente.

Branding: Contingência / Plano B

Por causa da “ocupação” do nick no YouTube e no Twitter, não sei se será melhor usar dois “nicks” diferentes (“D10M” na maioria das redes e outro diferente naquelas duas redes) ou se abandono simplesmente a marca “D10M” e procuro uma alternativa

0 Responses to ““Okupas” e especuladores online / Cybersquatting”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgar este blog

Bookmark and Share

Apoios

Ruído Visual (Design/Branding)

Comentários Recentes

Arquivos

Estatísticas

  • 1,857 visitas

Twingly BlogRank

Twingly BlogRank

%d bloggers like this: